Buscar

Incêndio no centro de SP continua ativo após mais de 30 horas. Prédio não tinha AVCB.


Imagem: SUAMY BEYDOUN/ESTADÃO CONTEÚDO


O incêndio que começou às 21h de domingo (10) em um prédio comercial no centro histórico de São Paulo continua ativo na manhã de hoje, mais de 30 horas após o início das chamas, que se alastraram da estrutura de 10 andares para pelos menos duas edificações vizinhas.


Em uma delas, funcionava uma loja Matsumoto, que desabou "totalmente". Na outra, está sediada a igreja ortodoxa mais antiga do Brasil.


Na última atualização do Corpo de Bombeiros, publicada às 5h20, a corporação informou que 20 viaturas e 55 homens continuam no local da ocorrência, "combatendo pequenos focos [de incêndio] no interior do edifício" em que começou o fogo e "realizando o combate externo".


"Em vários pavimentos já foi iniciado o trabalho de rescaldo", completou a nota, divulgada pelo Twitter. A Polícia Civil de São Paulo anunciou ainda ontem a abertura de um inquérito para investigar o incêndio, na região da Rua 25 de março.


De acordo com o delegado da seccional centro, Roberto Monteiro, uma testemunha que mora na região diz ter ouvido uma explosão e fogo na altura do 3º andar do primeiro prédio atingido.


A polícia também vai investigar os motivos para que o prédio de dez andares não contasse com o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), o documento emitido pelos bombeiros certificando que a edificação tinha condições de segurança contra incêndio.


"Vamos pedir toda a documentação, não só ao Corpo de Bombeiros, como para a Prefeitura de São Paulo, e vamos reunir tudo no inquérito", disse. "É uma infração administrativa que eventualmente terá punição dos proprietários do imóvel, que ainda vamos saber [quem é]."


Matéria completa em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2022/07/12/incendio-centro-de-sp.htm

1 visualização0 comentário